De Segunda a Sexta – 06h às 07h

FM Maior 93.3 Ao Vivo

De Segunda a Sexta – 06h às 07h

Saúde

Julho Amarelo: Saúde do Ceará divulga programação para conscientização sobre as hepatites virais

UBS-6-do-Gama-FOTO-GEOVANA-ALBUQUERQUE-AGENCIA-SAUDE-DF-3-10-1

A campanha “Julho Amarelo” orienta sobre a prevenção, o diagnóstico e o tratamento das hepatites virais. A hepatite é uma inflamação do fígado e pode ser causada tanto por vírus quanto pelo uso de medicamentos, álcool e outras drogas, bem como por doenças autoimunes. Com o objetivo de promover a conscientização sobre a doença, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), por meio da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Covep), está promovendo uma programação especial, em alusão à campanha.Segundo a assessora técnica do GT de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs/HIV/Aids) e Hepatites Virais da Covep, Anúzia Saunders, a campanha “Julho Amarelo” visa chamar atenção da população para a importância do diagnóstico precoce e da vacinação contra as hepatites, tendo em vista que a doença é silenciosa e na maioria dos casos só apresenta sintomas já em estágio avançado.

“As hepatites virais podem ser transmitidas por relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de material de uso pessoal (seringas, agulhas, lâminas, alicates, entre outros) transfusão de sangue ou procedimentos que não atendam às normas de biossegurança. Portanto, a indicação do Ministério da Saúde é que todas as pessoas sejam testadas pelo menos uma vez na vida, principalmente para hepatites B e C”, explica.

Leia também:  Comércio cearense registra crescimento, segundo IBGE

A programação da campanha, realizada pela Sesa, será aberta na próxima quarta-feira, 10, com o Webinar: Vigilância em Saúde – Estratégias para Eliminação das Hepatites Virais. O evento contará com palestra do médico e orientador da Célula de Vigilância Epidemiológica (Cevep), Carlos Garcia, sobre o Cenário das Hepatites Virais no Ceará.

A coordenadora de Imunização da Sesa, Karine Borges, também participará do evento falando sobre as estratégias de imunização para o enfrentamento das hepatites virais no Ceará. O webinar será transmitido pelo canal do YouTube da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP), através do link.

As atividades do Julho Amarelo prosseguem até o dia 2 de agosto e incluem ações de testagem para hepatites B e C e intensificação da vacinação contra as hepatites A e B nos Vapt Vupts do bairros Papicu, Antônio Bezerra e Messejana. “Com essas ações, estaremos discutindo o cenário atual da doença no Ceará, além de divulgar estratégias de prevenção e vacinação”, ressalta Anúzia Saunders.

Testagem e vacinação

As hepatites virais atingem o fígado e podem causar alterações leves e graves. Elas podem ser causadas pelos vírus A, B, C, D e E. No Brasil, são mais comuns os vírus A, B e C. A vacina é a principal forma de prevenção das hepatites A e B. No caso da hepatite C, o desafio é a testagem para detecção da doença. O tratamento das pessoas infectadas com o vírus tipo C é feito com antivirais de ação direta, durante 12 semanas. O uso do preservativo nas relações sexuais também é recomendado na prevenção de todos os tipos da doença.

Leia também:  Morre ex-prefeito de Tianguá, Luiz Menezes, aos 78 anos

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza, gratuitamente, os testes rápidos que detectam infecções pelos vírus B ou C e vacinas contra as hepatites A e B. A vacina contra a hepatite B está disponível no SUS para todas as pessoas não vacinadas, independentemente da idade. Para crianças, a recomendação é que sejam feitas quatro doses da vacina, sendo a primeira ao nascer, seguida de reforços aos 2, 4 e 6 meses de idade (vacina pentavalente).

Compartilhe essa notícia:

Outras notícias

Mais lidas

plugins premium WordPress